Série #Ansiedade #5 Murros no estômago

Nem tudo o que é parece. Nem sempre a #agressividade é sentida como tal. Descodificar os limites de cada um, o que cada pessoa aguenta, com ou sem mágoa, é uma caminhada fascinante pela identidade e #personalidade individual. Um murro no meu estômago certamente será mais doloroso que no estômago de um pugilista, habituado a exercitar a musculatura do abdómen, e terá criado uma camada protetora de dor. Em todo o caso, o meu abdómen não tem musculo. Eventualmente, tudo depende da forma como nos defendemos, ou mesmo do simples facto de aprendermos a ideia de defesa/proteção eficaz.


É fundamental incrementar uma carapaça suficientemente segura e eficaz, para caminhar com confiança e curiosidade pelo mundo repleto de novidades desconhecidas, com arcaboiço suficiente para aguentar eventuais murros nos estômago, e não cair no chão knock-out, sem desistir.


Os mecanismos de defesa que utilizamos são, na sua maioria, inconscientes. A necessidade de #auto-conhecimento é basilar para fermentar uma mais abrangência da consciência da forma como funcionamos, como se processa o meu #mindset e como me defendo do sofrimento e do #medo, na vulnerabilidade.


Por exemplo, se eu perceber que uma pessoa que amo, me quiser emprestar culpas que não são minhas, talvez eu assuma a culpa e não me defenda. É #inconsciente. Se eu consigo identificar que essa culpa não é minha, não tenho responsabilidade alguma, posso aplicar uma defesa, devolver a culpa para fora e não permitir ficar mais confusa e carregada de culpas que não me pertencem.


O processo #terapêutico trabalha o conhecimento de si e dos mecanismos# defensivos.

Se eu me conheço, conheço os meus #limites, e as minhas zonas de paz e de dor. Protejo-me e identifico mais sabiamente o que sinto. Defino a minha identidade.


Definir a minha #identidade, apazigua a minha ansiedade. Definir os meus limites, acalma os meus medos. Saber onde me dói, o que sinto e conhecer o meu desconforto, permite-me descortinar a melhor forma de agir sobre esta dor ou conflito. Resolvê-lo. Ultrapassar.

Resolvo parte da minha #ansiedade.


#murronoestomago #ansiedade #psicoterapia #psicologia #panico #depressão



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo